A estranheza de conviver com um estranho que já foi tão íntimo.

Postado por Mila Orrico

A gente muda o tempo todo, mas as vezes a gente muda de forma diferente do outro, e o que era sintonia passa a ser desarmonia. Entender que as vezes o vínculo simplesmente deixa de existir nos ajuda a desapegar do passado que foi bom, mas já não existe mais. Então não se apega, desapega logo que sobra mais tempo pra ser feliz!m dos piores tipos de saudade é conviver com uma pessoa e sentir saudades de como ela já foi um dia.

Anúncios

2 comentários sobre “A estranheza de conviver com um estranho que já foi tão íntimo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s