As respostas de Chico

Postado por Mila Orrico

Olá Pessoas Agradáveis,

Algo que sempre me impressionou em Chico Xavier foi como ele conseguia responder com assertividade, clareza, de forma suscita e sempre com larga dose de doçura às perguntas diversas que lhe faziam, e principalmente às ofensas que lhe dirigiam. Suas respostas sempre eram pautadas no Evangelho, e eu quero taaaaanto aprender com ele.

Lendo os livros que ele psicografou a gente consegue entender que esta atitude equilibrada é resultado do convívio com os Espíritos mais burilados, mas além disso é resultado de muita disciplina para com as próprias emoções, o verdadeiro manejamento da vontade.

No mês passado, com o filme As Mães de Chico foram concluídas as comemorações pelo centenário do querido Francisco Cândido Xavier. E, embora ele não esteja mais entre nós em corpo, sua presença em Espírito é sensível, e sua lembrança inesquecível.

Quando Chico regressou novamente à Terra, ou nasceu, para os mais tradicionais, o Livro dos Médiuns comemorava seu 50º aniversário. Será que este retorno à Terra foi  um presente à esta obra que Allan Kardec codificou? Eu acho que sim! Para mim e para muitos outros ele foi o médium de Jesus. Acredito que seu nascimento foi um presente ao Espiritismo, e por consequência um presente ao nosso planeta.

A obra literária de Chico é vasta (olha aqui a bibliografia completa), mas a sua maior obra, assim como a de Jesus, foi a dos bons exemplos que ele nos deixou. É na exemplificação que o servidor do Cristo resplandece. Chico nos mostrou que é factível e real a possibilidade de vivenciar a  regra de conduta que é a pedra filosofal do Espiritismo: fora da caridade não há salvação.

Falando em caridade, literalmente “more than words”, esta é a palavra que define o maior mandamento ensinado por Jesus : amor à Deus e ao próximo. Na prática, o termo “caridade” define muito mais atos do que a descrição paupérrima do dicionário:  esmola, favor.

Assim como há várias formas de amar, podemos identificar alguém que é caridoso, que ama à Deus, de milhares formas, mas é fácil concluir que apenas se auto-intitulando caridoso não é uma delas. De maneira simples e assertiva, como Kardec tanto apreciou, amar a Deus é FAZER o bem.

Chico nos deixou 451 livros psicografados, mas, muito mais que isso, na Terra, Chico foi um manancial de caridade. A humildade foi atitude constante em sua vida, da mesma forma em que Jesus que foi a excelência em humildade não se auto-intitulou perfeito,  nem ser qualificado como “bom” ele aceitou, Chico também nos presenteou com grande modéstia e pureza de coração quando em diversas vezes rejeitou a fama de homem perfeito e iluminado que lhe quiseram atribuir.

Deixou sempre muito claro que, não por sua vontade, ainda conservava valores íntimos menos admiráveis, e que assim como nós, ainda se encontrava na maior luta do ser humano: vencer a si próprio. Não, segundo a sua própria opinião, ele não era um Espírito de Luz.

Certa vez recebi um e-mail interessantíssimo, de minha grande amiga Ítala Braga, com temas diversos, onde é possível clicar no tema e ler algo que Chico falou sobre o determninado tema. Não sei de quem foi esta valorosa idéia, mas que seja sempre útil a todos nós.

Respostas de Chico Xavier

Clique em qualquer tema que você quiser e obterá a resposta.

Anúncios

Um comentário sobre “As respostas de Chico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s